Pesquisa aponta vitória de Silvio no 1º turno
23 de agosto de 2022
Obituário Michael Lewis Stricklin
5 de setembro de 2022
Exibir Tudo

Mike Stricklin, um mestre

Mike com a esposa em Teresina, em 2019/Foto: Ana Raquel A/Facebook

Tomei conhecimento, com tristeza, na manhã de ontem (03/09), através de um post do jornalista Cláudio Barros, no Facebook, do falecimento do professor e jornalista norte-americano Mike Stricklin.

Ele tinha vasto círculo de amizades no Piauí. Dizendo melhor, tinha um fã-clube, presidido pelo desembargador federal Carlos Augusto Brandão, e do qual o publicitário e empresário Silvio Leite era presidente de honra.

Eram sócios-fundadores desse clube os professores Gustavo Said e Marcos Rezende, da UFPI; o procurador do Trabalho Luzardo Soares, o radialista Joel Silva, o desportista e empresário E. Cordão e o jornalista Cláudio Barros, entre outros, além de toda a Confraria do Bar do Santana.

Também integrei esse clube. Várias vezes, viajei com Mike e Silvio Leite pelo interior do Piauí.

Em algumas dessas viagens, ele era o motorista oficial. Uma delas foi a Corrente e Parnaguá, no Extremo-Sul do Estado. Gostava da estrada.

Em Teresina, fomos quase vizinhos. Por algum tempo, fizemos um intercâmbio cultural. Ele me ensinava inglês e eu dava para ele lições de Literatura Brasileira.  Os encontros se alternavam – ora em minha casa, ora na casa dele.

Um mestre

Mike Stricklin estudou Mass Communication na University of Iowa, nos Estados Unidos, onde formou-se em 1977.

Foi professor da University of Nebraska-Lincon e trabalhou também como professor convidado da Universidade Federal do Piauí.

Mas ele era muito mais que um jornalista e professor. Era um mestre brilhante, verdadeiramente vocacionado, honesto, apaixonado e com admirável senso de humor.

Há alguns anos, retornou para seu país. Ultimamente, morava em Hillsboro, no Oregon. Mas mantinha contato frequente com seus amigos brasileiros através do Facebook, principalmente. Em 2019, esteve no Brasil a passeio.

Cláudio Barros define o professor Mike como um homem inteligente, acrescentando:

“Mike gostava da vida, das amizades, do estudo e do trabalho. Sempre tinha bons conselhos e parecia nunca perder a calma.

Sentirei falta dele, mas suas lições sempre o deixarão perto de mim.”

Assim o querido e estimado professor Mike será lembrado também por todos nós.

Nosso pesar à sua esposa Chere Stricklin e a toda a sua família!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *